Sempre que escrevo um poema, um poeta de verdade se remexe no túmulo, por dor ou por pena

domingo, 3 de agosto de 2014


da dose diária de ilusão
os eus dos tanto quereres

em imensidão



Nenhum comentário: