Sempre que escrevo um poema, um poeta de verdade se remexe no túmulo, por dor ou por pena

domingo, 21 de março de 2010

• futuros amantes

.
E o dia amanheceu acinzentado, mas não o mesmo de sempre. Cores passavam entre as nuvens com a quase intenção de um arco-íris. Fazem e Desfazem a ilusão do meu dia. Arco-íris não são legais, pensei. Pensei também que por um tempo eu pensaria que nada mais seria legal, completo. Engano, como sempre me enganei. É tão difícil acreditar em nós, e mais difícil ainda passar isso a alguém. Perdi a capacidade de amar e talvez ela nunca volte. Hoje as coisas são encantamentos. Assim como me encanto pelo amanhecer e logo mais pelo crepúsculo. Assim como um por do sol pode ser a coisa mais fantástica de se ver em um dia. Pena ter perdido metade de mim na caminhada. Uma interrogação,sou hoje. E quem saberá por quanto tempo. Ósculos e Amplexos.
Futuros amantes, quiçá ♪
ps:. sim, eu modifiquei esse texto e apagay, os dois de cima dele.

4 comentários:

Isa. disse...

você vai saber se compor novamente, o caminho ainda é bastante longo, tenho certeza. e arco íris não são quase nada, são bonitos sim! UHAUHHUA beijos tia ♥

Anônimo disse...

Somewhere over the rainbow ...

Anônimo disse...

é engraçado. como todos seus textos descrevem oke eu sinto :/
adoro vir aqui !
beeijos e parabéns

Suh; Rei Sol, conhece? disse...

é bom saber disso, sério.
obrigada, bjo bjo ...